Perfil do Profissional de Meio Ambiente. – SG4

Perfil do Profissional de Meio Ambiente.

Sabemos que o profissional de Meio Ambiente é fundamental na busca por excelência na Gestão Ambiental. É notável que o mercado dispõe de diversos tipos de formações, como Engenharia Ambiental, Civil e Sanitária, Gestão Ambiental, Biologia, dentre outras que possuam qualificações aderentes à Gestão Ambiental. Trata-se, portanto, de uma área de atuação que abrange vários profissionais diferentes. Contudo, independente da formação, o perfil do Profissional de Meio Ambiente exige algumas características específicas, sendo necessário, portanto, construir estas bases técnicas adequadas.

Base Técnica

  1. Legislação Ambiental

O profissional de Meio Ambiente precisa possuir conhecimentos profundos da Legislação ambiental brasileira, tanto no âmbito federal como estadual e municipal. Isto inclui Resoluções CONAMA, Decretos-Lei, além de todas as outras Resoluções aplicáveis ao Meio Ambiente. 

A Legislação ambiental brasileira é vasta, mas é necessário estudá-la em sua plenitude de maneira profunda e não apenas sua ementa. Ao estudar uma Resolução CONAMA, por exemplo, sugerimos que salve-a em arquivo PDF, leia, releia e realce os pontos principais. Mantenha então estes arquivos em uma pasta específica, para que seja mais fácil acompanhar quais legislações já foram estudadas. Isso poderá auxiliar em momentos de auditorias, consultorias ou na  execução de trabalhos técnicos, tendo em vista que o acesso às informações será mais objetivo, rápido e prático. 

  1. Controles Operacionais de Meio Ambiente

Este profissional deve também ter conhecimento sobre os quais são os controles operacionais de Meio Ambiente, como: separadores água e óleo, Estação de Tratamento de Efluentes Domésticos e Industriais, caixa de gordura, lavador de gás, filtro manga, entre outros equipamentos utilizados no combate ao controle de poluição. Além disso, é preciso conhecer o funcionamento desses controles, manutenção, operação e característica de cada equipamento.

Além disso, apesar da ISO 14001:2015 ter se tornado mais leve neste quesito, mantemos como uma recomendação a importância de documentar os procedimentos de controle operacional de Meio Ambiente. Isto porque, tais equipamentos exigem específica prática e operação. Desta forma, quando o modo de realizar esta rotina não é documentado, caso haja mudança de profissional, processos e operações podem ser realizados de forma inadequada, ocasionando perdas e desvios.  Portanto, é fundamental a documentação de procedimentos de maneira clara e objetiva, demonstrando a forma de operar cada um dos controles operacionais.

  1. Monitoramento e Medição

Além de ser conhecedor da legislação e dos controles operacionais, o Profissional de Meio Ambiente deve ter um conhecimento profundo sobre práticas de monitoramento e medição, necessárias para acompanhar o desempenho ambiental dos equipamentos. 

É importante possuir e praticar uma rotina de disciplina que respeite os procedimentos estabelecidos pela empresa e saber “O que?”,  “Quando?” e “Como medir?”. Por exemplo, realizar visitas a uma área de captação de água e monitorar a quantidade medida do equipamento sobre o uso de água todos os dias. Observe que tal tarefa deve ser incluída na agenda diária do profissional de meio ambiente, que realizará o monitoramento e medição de maneira atenta e organizada.

  1. Organização, Disciplina e Inovação

O profissional de Meio Ambiente não pode adiar suas ações relacionadas ao Meio Ambiente, a fim de evitar o desencadeamento de uma série de impactos ambientais e/ou de problemas legais.  Sendo assim, o comportamento do profissional do meio ambiente em relação a disciplina e pontualidade  é fundamental e indispensável. 

Outro aspecto importante no perfil comportamental do profissional de meio ambiente é a busca por inovação e implementação de novas práticas para a melhoria do desempenho ambiental. É comum encontrarmos profissionais que utilizam métodos conhecidos, mas antigos e acabam por não se atentarem às publicações científicas recentes, nacionais e internacionais, ou novas rotinas de melhoria no desempenho ambiental.

  1. ISO 14001 e SIstema de Gestão Ambiental

Todo profissional de Meio Ambiente precisa conhecer de maneira abrangente e profunda a ISO 14000:2015. Aconselhamos que esse profissional estude, no mínimo dez vezes, a ISO 1400! Isto irá auxiliá-lo a entender a norma e interpretar os requisitos, e contribuirá para que o profissional se torne mais qualificado. A norma é a base de muitos trabalhos, por isso é essencial dominá-la.

  1. Interação com todas as áreas da empresa

Um aspecto essencial ao profissional de meio ambiente é sua interação com as outras áreas da empresa como a Produção, Segurança, Recursos Humanos, Almoxarifado e Manutenção. Este profissional precisa ser colaborativo e estar próximo a esses setores, a fim de levar conhecimento ambiental e promover auxílio para o controle operacional e a prática de gestão ambiental.

  1. Comunicação e Treinamentos

Demanda-se que o profissional de meio ambiente saiba também realizar treinamentos e se comunicar em eventos técnicos e/ou de Educação Ambiental. Educar ambientalmente um profissional em uma empresa é um grande desafio, especialmente no Brasil onde não existe muito conhecimento ambiental oferecido pelas escolas. Por esse motivo o especialista em Meio Ambiente é um propagador de conhecimento e deve saber aplicar treinamentos de maneira adequada e que promova a aderência dos profissionais que estarão sendo treinados.

Para que estes treinamentos sejam eficazes é preciso preparar temas pertinentes e organizar eventos de forma consistente, educativa e interessante. Além disso, é necessário ter em mente que o Gestor de Meio Ambiente será o responsável também por levar à gerência ou à diretoria conhecimentos de aspecto mais técnicos, promovendo contribuição de todos nas práticas ambientais. 

  1. Plano de Resposta à Emergência Ambiental e Análise Ciclo de Vida

É fundamental que o Profissional do Meio Ambiente possua conhecimento do Plano de Resposta à Emergência Ambiental; isto se reflete, por exemplo, em saber em detalhes o que se deve fazer em um vazamento de óleo, produto químico ou em eventos que possam ser considerados ambientalmente negativos. Deve-se saber agilizar, organizar o atendimento, quando necessário, e ter conhecimento técnico em relação a que produtos devem ser utilizados e que empresas devem ser acionadas em situações ambientalmente críticas. Para tanto, simulados e testes de conhecimentos são imprescindíveis.

  1. Análise Ciclo de Vida

O  conhecimento sobre análise de ciclo de vida é algo também fundamental para o profissional de meio ambiente, é preciso saber estudar e conhecer. Estar informado e refletir sobre  o início e o fim dos resíduos e matérias primas é um conhecimento fundamental que auxilia, dentre outros, a realização de levantamentos de impactos e aspectos positivos, um requisito da própria norma ISO 1400:2015.

Por fim, ao Profissional de Meio Ambiente é necessário conhecer de maneira profunda os cinco maiores temas aplicáveis à área de meio ambiente: Licenciamento, Outorga, Resíduos Sólidos, Emissões Atmosféricas e Efluentes líquidos, além de temas como Ruído ou Odor. Além disso, como mencionado neste artigo, recomenda-se que este profissional domine profundamente temas como: conteúdo técnico associado, legislações ambientais vigentes, controles operacionais e Plano de Atendimento à Emergência. Lembre-se que o profissional de Meio Ambiente precisa  ter conhecimento pleno, saber se relacionar na sua empresa e estar sempre se desenvolvendo profissionalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sabemos que o profissional de Meio Ambiente é fundamental na busca por excelência na Gestão Ambiental. É notável que o mercado dispõe de diversos tipos de formações, como Engenharia Ambiental, Civil e Sanitária, Gestão Ambiental, Biologia, dentre outras que possuam qualificações aderentes à Gestão Ambiental. Trata-se, portanto, de uma área de atuação que abrange vários profissionais diferentes. Contudo, independente da formação, o perfil do Profissional de Meio Ambiente exige algumas características específicas, sendo necessário, portanto, construir estas bases técnicas adequadas.