O que é ESG e como implementar? – SG4

O que é ESG e como implementar?

ESG é um tema muito atual e tem sido cada vez mais discutido nas organizações e trazido às mídias e à internet. O termo ESG trata-se de um sigla, em inglês, para as palavras Environmental, Social and Governance, que traduzindo significa “Ambiental, Social e Governança”. Ou seja, é um conjunto de práticas que guiam e possibilitam bons resultados para a organização. Vale lembrar, que apesar da novidade do termo, a essência dos temas que o ESG aborda já existe há muito tempo. A novidade vem na combinação destes três pilares: Meio Ambiente, Aspectos Sociais e Governança.

Atualmente, o mercado trabalha e valoriza esses fatores, e as empresas que o praticam são mais bem vistas e sustentáveis, não só no aspecto ambiental mas no sentido mais amplo da palavra “sustentável”. Sustentabilidade é, portanto, um tema importante e necessário e diretamente associado ao ESG. Quando desenvolvida a longo prazo, possibilita que o crescimento das organizações seja verídico e os benefícios se estendam a todos; ou seja, desta maneira, tanto investidores quanto a organização crescem.

O que estudar em ESG?

Para implementar ESG, é necessário estudar estrategicamente os três pilares: Ambiental, Social e Governança. A SG4 recomenda que cada profissional interessado em trabalhar com o tema, estude, no mínimo, as bases de cada pilar, para que seja possível progredir no conhecimento nas três esferas. 

Em muitos casos, muitos profissionais, por exemplo,  sabem um pouco de meio ambiente, nada de social e ser especialista em governança. Porém, é importante que se compreenda e se desenvolva conhecimento nas três esferas do ESG de maneira conjunta, a fim de que este princípio realmente possa ser implementado de forma válida e eficaz.

Como implementar ESG?

A empresa que deseja seguir esta jornada e implementar o ESG deve ter essa abordagem tríplice muito bem equilibrada, avançando em todos os temas! Assim sendo, abaixo seguem-se algumas sugestões de quais assuntos podem e devem ser abordados por cada pilar que estruturam o ESG:

O que trabalhar no Pilar “E” do ESG?

No aspecto ambiental (Environmental), a empresa deve ter um processo de cuidado com os recursos naturais, atender legislação com profundidade e ter um sistema de gestão ambiental preciso e organizado. 

Vale-se ressaltar que existem muitas possibilidades de ações. A ISO 14001, por exemplo, é uma forte premissa que estrutura o quesito ambiental do ESG; entretanto, além dela verifica-se a existência de diversos outros pontos que são muito interessantes e válidos de serem abordados, como: Licenciamentos, Legislação ambiental, Gestão Hídrica, Gestão de Resíduos, Logística Reversa, Análise de Ciclo de Vida, entre outros.

Executar essas atividades já é um grande desafio, já que exige muito investimento e atenção.

O que trabalhar no Pilar “S” do ESG?

O Pilar S (Social) é muito abrangente e essencial para que o ESG seja implementado de fato. Algumas das premissas que devem ser trabalhadas neste pilar incluem as seguintes ações:

  • Aplicar a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais)
  • Trabalhar em prol da Saúde e Segurança, olhando o trabalhador e sua saúde física e mental
  • Desenvolver um ambiente saudável de trabalho, sem assédio, com diversidade e acessibilidade
  • Cumprir os Direitos Humanos, respeitando as relações humanas
  • Ser verdadeiro, sem preconceito
  • Trabalhar com as comunidades que se encontram em volta da empresa
  •  Implantar processos com ritos para o aspecto social

O que trabalhar no Pilar “G” do ESG?

Uma empresa que não governa bem, que não tem rito e procedimentos bem estabelecidos está sujeita a ruir com o tempo, mesmo que seus aspectos ambientais e sociais sejam muito bem estabelecidos. Por isso, a governança é um fator essencial e envolve as seguintes bases:  

  • Realizar processos de gestão, procedimentos
  • Processo de auditorias
  • Condutas corporativas
  • Fluxo de comunicação
  • Compliance e antissuborno
  • Controles internos
  • Aspectos de sucessão empresariais
  • Responsabilidade fiscal, tributária

Como visto, o ESG envolve muitas interfaces e grandes estruturas. Portanto, para que uma empresa implemente ESG, ela precisa ter consistência para seguir e continuar. Para que o crescimento de uma empresa seja sustentável, é necessário que o estudo seja equilibrado e integral dessas temáticas: Ambiental, Social e Governança. 

ESG eficaz tem equilíbrio nesses aspectos e avança de forma conjunta.  

Busca um treinamento aprofundado e organizado sobre as principais temáticas de ESG abordadas aqui? Inscreva-se na Academia SG4

Um portal de qualificação profissional para que você adquira os fundamentos base e esteja apto para trabalhar com ESG.

 

 Assista ao vídeo sobre o tema: 

Busca um treinamento aprofundado e organizado sobre as principais temáticas de ESG abordadas aqui? Inscreva-se na Academia SG4! 

 

Um portal de qualificação profissional para que você adquira os fundamentos base e esteja apto para trabalhar com ESG.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ESG é um tema muito atual e tem sido cada vez mais discutido nas organizações e trazido às mídias e à internet. O termo ESG trata-se de um sigla, em inglês, para as palavras Environmental, Social and Governance, que traduzindo significa “Ambiental, Social e Governança”. Ou seja, é um conjunto de práticas que guiam e possibilitam bons resultados para a organização. Vale lembrar, que apesar da novidade do termo, a essência dos temas que o ESG aborda já existe há muito tempo. A novidade vem na combinação destes três pilares: Meio Ambiente, Aspectos Sociais e Governança.
Facebook
Facebook
YouTube
Pinterest
LinkedIn
LinkedIn
Instagram
Open chat