Como fazer uma Gestão de Treinamentos profissional (de verdade)? – SG4

Como fazer uma Gestão de Treinamentos profissional (de verdade)?

Neste artigo apresentaremos uma construção metodológica para te ajudar a elaborar uma Gestão de Treinamento real e de forma eficaz. Gestão de Treinamentos não é convidar um instrutor a ministrar um treinamento vez ou outra em sua empresa. É necessário uma estrutura de planejamento para que esta entrega seja, de fato, eficaz.

Por isso, a seguir apresentaremos itens essenciais para estruturar uma Gestão de Treinamento profissional em sua empresa.

 

1º Descrição de Cargos

Não há possibilidade de você criar uma gestão de treinamento sem ter elaborado e ajustado uma descrição de cargo, ou também chamada descrição cargos e salários. Em suma, é essencial que se tenha uma estrutura de cargos. A partir dela é que você irá mapear todo o seu time, ou seja, todos os cargos presentes em sua empresa, elencando atribuições e responsabilidades, formação mínima, competências, habilidades e, por fim, treinamentos necessários (mínimos, obrigatórios e opcionais).

Muita atenção deve ser destinada ao documento de descrição de cargos e salários. Em muitas empresas, a criação de cargos é desenfreada. É preciso ter estratégia para criação de novos cargos. Isto implanta tanto a Gestão de Treinamentos quanto às questões relacionadas à Gestão Ocupacional, por meio, por exemplo, do PGR.

 

2º Matriz de treinamento

A partir de um documento de descrição de cargos bem elaborado e detalhado, contendo uma descrição de todos os treinamentos obrigatórios para cada cargo é necessário elaborar uma matriz de treinamento. Nesta matriz de treinamento você deve estabelecer a periodicidade de cada treinamento e se há necessidade de reciclagem. A partir disso, você deverá estabelecer um grande mapa de ciclo anual de treinamentos.

Atenção! Vale lembrar que esta será uma matriz extensa, existem, por exemplo empresas com 300, 400 cargos, cada cargo com seus respectivos treinamentos. Entretanto, apesar de extensa, esta matriz de treinamento te garante visão de monitoramento e acompanhamento que você precisa fazer para estruturar os treinamento para seu time.

 

3º Programação do treinamento

Chegou o momento de programar o treinamento. E isto deve acontecer com pelo menos 3 meses de antecedência. Por isso a matriz de treinamento é tão importante, pois garante visibilidade e possibilidade de planejamento de longo prazo.

Além disso, os gestores operacionais também necessitam de tempo para ajustar a agenda para os treinamentos e assim liberarem os times para o treinamento. Nada adianta organizar uma super estrutura e ninguém comparecer.

 

4º Entregue um treinamento de qualidade

Um treinamento de qualidade inclui um bom conteúdo programático, validado para sua empresa, um bom material de apoio, um PowerPoint bem elaborado, instrutores qualificados e capacitados com bom diálogo, discurso e didático e, por fim, uma gestão pós-treinamento: emissão de certificados e avaliação de reação, para análise da qualidade do evento.

 

Um ponto adicional muito importante: tenha a rastreabilidade dos profissionais e os treinamentos realizados: esta é uma Gestão de Treinamento construída de forma profissional!

 

Ainda tem dúvidas, entre em contato pelo e-mail sg4@sg4.com.br e podemos te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Neste artigo apresentaremos uma construção metodológica para te ajudar a elaborar uma Gestão de Treinamento real e de forma eficaz. Gestão de Treinamentos não é convidar um instrutor a ministrar um treinamento vez ou outra em sua empresa. É necessário uma estrutura de planejamento para que esta entrega seja, de fato, eficaz.
Facebook
Facebook
YouTube
Pinterest
LinkedIn
LinkedIn
Instagram
Open chat